PERGUNTAS FREQUENTES

Alguns médicos dispensam jejum para alguns exames. Qual orientação seguir?

A boa prática laboratorial recomenda que, para a maioria dos exames de sangue, a coleta seja realizada após um período mínimo de quatro horas de jejum, para o indivíduo adulto. Crianças e recém-nascidos devem ter este prazo reduzido ou até mesmo abolido, dependendo de cada situação clínica. Para cada exame, porém, pode haver necessidade de orientação específica, pois a concentração das substâncias absorvidas, como a glicose, por exemplo, varia de acordo com o tempo após a ingestão do alimento. Em contrapartida, um tempo de jejum muito prolongado também causa variações.

Água "quebra" o jejum?

Não, tomando em pequena quantidade de água, no decorrer do jejum alimentar, não prejudica a realização de exames de sangue. O excesso interfere nos exames de urina.

Bebidas como chá, refrigerante, suco e café podem ser tomados antes da coleta?

Não, diferentemente da água, a ingestão destes podem causar interferência nos resultados de determinados exames. Por isso, deve-se evitar o consumo sejam puros, com açúcar ou com adoçantes.

Por que quando se tira sangue para exame, às vezes o local fica roxo?

Isto chama-se hematoma: extravasamento de sangue para fora da veia. Ele pode ocorrer em determinadas situações, tais como: veias finas, delicadas, com muita pressão; falta de boa compressão no local da punção; e paciente usando algum medicamento que altera a coagulação do sangue, entre os quais a aspirina. Caso a formação do hematoma seja identificada durante a punção deve-se fazer compressão local durante pelo menos dois minutos. Compressas frias podem ser utilizadas por 24 horas para auxiliar a reduzir a dor local e a progressão do hematoma. O procedimento de dobrar o braço após a retirada da agulha e/ou carregar objetos relativamente pesados logo após a coleta, contribuem sobremaneira para a formação do hematoma mesmo após uma coleta de sangue bem-sucedida.

Bebida alcoólica, remédios, fumo e vitaminas podem alterar resultados de exames?

Bebidas alcóolicas: Sim, mesmo o consumo esporádico de etanol, álcool encontrado nas bebidas, pode causar alterações significativas e quase imediatas na concentração plasmática de alguns metabólitos, por exemplo, glicose, ácido láctico e triglicérides. O uso crônico é responsável pela elevação da atividade da gama glutamiltransferase (GGT), entre outras alterações importantes. Por isso, o ideal é, antes do exame, ficar três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica.

Remédios: Sim, vários medicamentos podem interferir em exames de laboratório, e, por esse motivo, o uso de medicamentos deve ser informado às recepcionistas do laboratório. O uso de qualquer medicamento deve ser informado às recepcionistas do laboratório. IMPORTANTE: A suspensão do medicamento antes da coleta de exames só pode ser feita pelo médico.

Fumo: Sim, O fumo pode elevar a concentração de substâncias como adrenalina, aldosterona, cortisol e antígeno carcinoembriogênico. O tabagismo também é causa de elevação na concentração de hemoglobina, no número de leucócitos e de hemácias e no volume corpuscular médio. E ainda, o fumo causa redução na concentração de HDL-colesterol.

Vitaminas: Sim, podem interferir em exames de laboratório, a exemplo da Vitamina C, que pode alterar exames de creatinina e glicose, e da Vitamina E, que pode interferir nos testes de agregação plaquetária. Evite consumir vitaminas antes da coleta.

O atendimento é preferencial para crianças, idosos e gestantes?

O atendimento de gestantes, idosos e crianças é prioritário. No entanto, em algumas situações, é necessária a presença de profissionais mais especializados na coleta/atendimento causando, algumas vezes, uma certa demora.

Posso fazer exames após ter realizado exercícios físicos?

O efeito da atividade física sobre alguns componentes do sangue, em geral, é transitório e depende das variações nas necessidades energéticas do metabolismo e da eventual modificação fisiológica que a própria atividade física condiciona. Esta é a razão pela qual se prefere a coleta de amostras com o paciente em condições basais, mais facilmente reprodutíveis e padronizáveis. O esforço físico pode causar aumento da atividade sérica de algumas enzimas, como a creatinoquinase, a aldolase e a aspartatoaminotransferase. Esse aumento pode persistir por 12 a 24 horas após a realização de um exercício. E na glicemia: sempre que o organismo precisar de mais energia, por exemplo em esforço físico e stress, há alterações importantes nas velocidades de produção e consumo de açúcar.

Quantos dias de atraso menstrual são necessários para realizar testes de gravidez?

Para a maioria das mulheres, 4 a 5 dias de atraso menstrual já é suficiente para fornecer um resultado positivo no teste de gravidez a partir de amostra de sangue (beta-HCG).

Posso saber com quantas semanas de gestação eu estou a partir do resultado do beta-HCG qualitativo?

A dosagem no sangue do beta-HCG não é um exame que se destina a determinar a idade gestacional, para tal, o exame mais indicado é o ultra-som ou pode ser feito o B-HCG quantitativo. Basta solicitar no balcão de atendimento!

Um homem pode fazer beta-HCG?

Sim. Alguns tumores de testículo produzem este hormônio, que pode ser usado como marcador tumoral para acompanhamento do tratamento e prognóstico da doença.

VOLTAR